Entrevistas

Orson Peter Carrara – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A Ciência, o cientista e o Espiritismo

Nascido em Goiania-GO e residente em São Carlos-SP desde 1978, nosso entrevistado é graduado em Física pela Universidade Federal de Goiás, possui Mestrado e Doutorado na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e trabalhou na PUC-Rio até final de 1977. Atualmente vincula-se ao Instituto de Física da USP São Carlos, como Professor e Pesquisador Senior.  Espírita desde 1962, é palestrante muito conhecido e está integrado à Obreiros do Bem, na mesma cidade onde reside. Submetemos ao amigo uma análise sobre os temas que trazemos na presente entrevista.

1 - Há como definir a ciência?
R. A ciência é o conhecimento ou um sistema de conhecimentos que abarca verdades as mais gerais e abrangentes possíveis bem como a aplicação das leis científicas derivadas, obtidas e testadas através do método científico. Nestes termos ciência é algo bem distinto de cientista, podendo ser definida como o conjunto que encerra em si o corpo sistematizado e cronologicamente organizado de todas as teorias científicas, bem como o método científico e todos os recursos necessários à elaboração das mesmas.


2-  E como situar o cientista?
R. O cientista é um fator essencial à ciência, e como qualquer ser humano, dotado de um cérebro imaginativo, criativo, crítico e também com sentimentos e emoções. O cientista certamente também tem suas crenças - convicções que podem ir além da realidade tangível, podendo mesmo ser, não raramente, um religioso convicto. Ao definirem-se ciência e cientista é relevante ressaltar que em seus trabalhos científicos saiba manter suas crenças separados de seus artigos científicos e das teorias científicas com as quais trabalha; constituindo-se estes dois elementos - ciência e cientista - certamente muito distintos.

Leia mais...

Cíntia Vieira Soares, graduada em música, mestre em Educação (ambas pela UFG – Universidade Federal de Goiás) e diretora da escola “Música e Bebê” em Goiânia-GO, Cíntia fala sobre seu livro Evangelizando Bebês.

1. Por que a proposta Evangelizando Bebês?
Considerando que evangelizar é alcançar os corações com o conhecimento espírita e com a moral do Cristo, evangelizar bebês é educar o espírito desde a mais tenra idade, levando-o a sentir as vibrações amorosas de Jesus e a proteção de Deus. Além de vivenciar atividades doutrinárias e cristãs de estimulação, visando o seu desenvolvimento harmônico, o bebê é também incentivado a perceber os laços de carinho e amor que o une à mamãe, ao papai e seus familiares, em ambiente espiritualmente saturado de boas vibrações.

Leia mais...

Orson Peter Carrara – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Hermínio na visão do amigo Luciano

Extraordinário autor e pesquisador deixou imenso legado de conhecimentos

Nosso entrevistado é jornalista, com atuações em vários órgãos da imprensa nacional, sendo natural do Rio de Janeiro-RJ. Atuou igualmente e programas ao vivo, pela TV, na década de 60, com políticos e administradores públicos, acumulando expressiva bagagem de experiências na área de comunicação, editoração, revisão, marketing e ensino, além  de atuações na área do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Ganhou vários prêmios, entre títulos e condecorações, publicou muitos livros, é membro do Conselho Superior da FEB e com destacada atuação em instituições espíritas. E foi grande amigo de Hermínio Miranda, o notável pesquisador recém-desencarnado, expressando aqui sua admiração pelo incomparável legado deixado por aquele respeitado autor.

1 - Quando e como conheceu Hermínio Miranda? E como foram esses anos de amizade?
R. Conhecemo-nos na década de 50, membros que éramos do Conselho Superior da Federação Espírita Brasileira e colaboradores do Reformador. Anos de estreito convívio, com frequentes conversas sobre a doutrina. A amizade cresceu e, noutras situações, aproximou-nos ainda mais.

2 - Qual a principal característica da personalidade de Hermínio, em sua visão, especialmente por ter convivido com ele?
R. A retidão do caráter e a sobriedade em todos os sentido, ao lado de inspirado bom senso.

Leia mais...

Orson Peter Carrara – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

No interior goiano

Experiência de Mineiros-GO na atividade espírita Mineiros, no interior goiano, teve sua instituição pioneira fundada em 1975 Jenete é espírita desde 1992 e preside a Comunidade Espírita Allan Kardec, instituição fundada e mantida na cidade onde nasceu e também reside. Professora e advogada, relata sua experiência com a Doutrina e com o movimento espírita na cidade.

1 - Situe MINEIROS no aspecto demográfico, econômico e social para o leitor
Mineiros é uma cidade de mais ou menos 55 mil habitantes, localizada no sudoeste goiano, tendo como base econômica o agronegócio. Na última década a cidade cresceu muito, mais que a média nacional, em razão da abertura de indústria na região para atender a demanda do agro negócio. Isto possibilitou um fluxo migratório muito grande na cidade, acarretando problemas sociais tais como, falta de moradia, escolas, hospitais super lotados, o trânsito aumentou, com isso aumentou o número de acidentes e a violência urbana.

2 - Qual a instituição pioneira na cidade? Quando foi fundada? Por quem?
Comunidade Epírita Allan Kardec, que foi fundada em 1975 pelo casal: Aloísio de Assis Paniago e sua esposa Olinda Gomes Paniago.

3 - Na experiência com a instituição a que se vincula, na cidade, qual o fato mais marcante que gostaria de transmitir aos leitores?
Não há um fato isolado, mas inúmeros momentos de estudos, encontros, atendimento aos necessitados que nos procuram. Teve um momento que nos emocionou muito, foi linda, a presença do Sr. Aloísio já desencarnado, em um encontro se manifestando e nos dando esperança de que estávamos no caminho certo.

Leia mais...

Vania Mugnato de Vasconcelos é curitibana, casada há 15 anos com o Engenheiro Químico Ricardo e mãe de um garoto de 12 anos, chamado Thiago. Reside no interior de São Paulo, na cidade de Jundiaí, há 9 anos, é colaboradora do Centro Espírita João Batista, no Bairro do Anhangabaú, dentre outros nos quais é palestrante frequente. Esposa, mãe, espírita e idealista, fez magistério, é Assistente Social, pós-graduada em Recursos Humanos e estudante de quarto ano do curso de Direito, atualmente também Estagiária da Defensoria Pública do Estado na área de Família e Sucessões.

Palestrante há cerca de 10 anos, Vania volta a contribuir com o Instituto Chico Xavier, desta vez no Seminário Família – Desafio e Importância em nossas vidas, que acontecerá em Itu – SP no dia 05.10, abordando o tema “O lar, os valores morais e os desafios do mundo. "

Saiba mais sobre a palestrante e o tema que abordará, acompanhando a entrevista abaixo.

  1. 1. Há dois anos você vem realizando Seminários em parceria com o Instituto Chico Xavier. Como foi para você estes dois anos de parceria?

Antes de qualquer coisa, sou extremamente grata ao Instituto, pela confiança e oportunidades. O ICX me fez ampliar horizontes... trouxe-me possibilidades novas, contato e amizade com outros palestrantes de qualidade, muito dedicados e de índole nobre.  O mundo se tornou maior depois que eu, simples palestrante de uma cidade do interior, percebi que meus ideais têm parceria com outros idealistas!

  1. 2. Você tem realizado palestras por toda região de São Paulo. Como você entende que está sendo realizada a divulgação da Doutrina Espírita por onde passa?

Os espíritas continuam sendo muito receptivos às palestras, divulgam, dizem que querem participar, mas noto um aumento do seu comodismo. Explico: por mais que os temas empolguem, que muitos perguntem se haverá como assistir ou ouvir a palestra virtualmente, no dia e hora poucos aparecem para compartilhar momentos de fraternidade e conhecimento; as casas espíritas raramente lotam se o palestrante não for autor de um livro ou orador do naipe de um Divaldo. Frio, chuva e tardes de sábado também não são nada estimulantes aos espíritas... o que me faz ponderar que talvez estejamos perdendo um pouco da essência, do sentido de realmente estarmos na Terra. Quando pequenos contratempos nos colocam rapidamente no lugar mais cômodo ou quando nos estimulamos muito mais pelas aparências, é hora de nos preocuparmos.

Leia mais...

“Independentemente do tempo a ser gasto e da quantidade de lágrimas ou sorrisos emanados por nossas almas, todos conseguiremos atingir os objetivos, pois esta é a finalidade de nossa existência – a de gravitarmos em torno do Criador.”


Claudia Mandato Gelernter, nossa entrevistada desta semana, nasceu na cidade de São Paulo, e reside atualmente em Vinhedo – SP. É casada e mãe de Juliana e Gabriel. 

Espírita estudiosa há mais de 25 anos, Claudia é uma das fundadoras do CE Allan Kardec de Vinhedo.  É formada em Psicologia e Tanatologia e ministra palestras e Seminários onde é solicitada.

Claudia estará presente no Seminário Família – Desafio e Importância em Nossas Vidas, que será realizado em Itu no dia 05.10, promovido pelo Instituto Chico Xavier.

Para conhecer mais de seu trabalho, basta acessar o blog http://claudiagelernter.blogspot.com

1. Você vem realizando Seminários sobre o tema “Transição Planetária – O Sentido de Urgência”, em parceria com a oradora Vania Mugnato de Vasconcelos.  Conte-nos como surgiu esta ideia.
R: Algum tempo atrás, li uma obra que leva praticamente o mesmo título do Seminário: o livro “A Grande Transição da Terra – O Sentido de Urgência”, de Denis Moreira. Tal leitura causou-me forte impressão, tanto por sua profundidade como por sua intenção e seriedade, levando-me a estudar mais sobre os assuntos ambientais, nossa relação com o meio, etc. Pouco tempo depois contatei o autor, que por sinal tornou-se um querido amigo por quem nutro profunda admiração e respeito, pedindo autorização para divulgar seus estudos acerca do grave momento que atravessamos em nosso planeta e o nosso papel diante deste quadro. De lá para cá temos, eu e Vania, levado ao público tais informações, entendendo que se trata de um sério (e urgente) compromisso existencial.

2. Defina para nossos leitores o que é Transição Planetária e qual seu sentido de urgência.R: Vou buscar a resposta com o próprio Denis, que diz:“Podemos afirmar que se trata de sinergia de um conjunto de fatos e fenômenos que funciona como elo entre o fim de um ciclo evolutivo e o início de outro. No entanto, para mim, a melhor definição é que A Grande Transição é um estado de espírito, pois o choque dos acontecimentos promoverá uma profunda transformação no íntimo do que somos e do que seremos” (MOREIRA, p. 26)

Segundo Emmanuel, o orientador espiritual de Chico Xavier, passamos por uma primeira transição quando deixamos a fase animal, adentrando a hominal. Agora, estamos saindo do modelo de provas e expiações para um mundo de regeneração. Importante salientar que se trata de um mundo de regeneração e não de mundo já regenerado, ou seja, temos um longo e árduo trabalho pela frente.

Leia mais...

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...