Pais e filhos - Amor em ação

Geralmente quando pensamos em mediunidade e em obsessão pensamos sempre no acometimento do indivíduo adulto. Mas e a criança pode ser médium? Pode também ser obsidiada? E se pode quem é a criança afinal?

A criança.

A criança que nos chega aos braços como pais ou educadores é um espírito imortal. A inocência e a fragilidade que lhe caracterizam são peculiares ao seu estado infantil nesta encarnação. São importantes sim a inocência e a fragilidade, para despertar nos pais o cuidado, o afeto e a ternura para com a criança, que em verdade é um espírito com experiências milenares.

Todo espírito somente reencarna com o objetivo de se melhorar e progredir. Os pais e os educadores portanto, são instrumentos que Deus se utiliza para o auxiliarem nessa nova experiência na aquisição de valores novos e superiores da vida.

A mediunidade

Mas o que é mediunidade? É o sentido que faculta a pessoa ser intermediária entre o plano espiritual e o plano físico. Geralmente chamamos de médiuns somente quem tem a faculdade ostensiva, ou seja quem sente, ouve, vê de forma mais clara a influência dos espíritos. Mas de modo geral, todos somos médiuns, pois, pelo menos pela faculdade da intuição todos nos colocamos em contato com o mundo espiritual.

Leia mais...

"COMPANHEIROS DA TERRA, À FRASE DE TODAS AS COMPLICAÇÕES E PROBLEMAS DO SEXO, ABSTENDE-VOS DE CENSURA E CONDENAÇÃO.

EMMANUEL - VIDA E SEXO.

Nunca a geração jovem esteve tão bem informada! Livros, revistas, músicas, televisão, rádio, imprensa, Internet, programas de computador, e a lista prossegue com tantos canais de cultura e informação!

Há espaço exclusivo para os jovens discutirem sobre sexualidade, para receberem orientação: suplementos de jornais, revistas, programas de televisão ou mesmo colunas próprias naqueles destinados ao público em geral. Contam-se hoje nas bancas mais de 30 publicações regulares destinadas a esse público. Até o Governo vem se utilizando dos meios de comunicação, fazendo campanhas, esclarecendo sobre AIDS, camisinha, gravidez, etc.

A explosão da sexualidade nessa fase não representa início de experiência, mas recomeço da vida sexual no ponto onde a deixamos no passado, ou seja, em nossas precedentes existências. E, como encontramos hoje tamanho acesso às possibilidade de se extravasar os instintos, o resultado é a "liberdade" que vige nos dias atuais.

Leia mais...

A adolescência é o período próprio do desenvolvimento físico e psicológico, que se inicia aproximadamente aos catorze anos para os rapazes e aos doze anos para as moças, prolongando-se, até aos vinte e dezoito anos, respectivamente, nos países de clima frio, sendo que nos trópicos há uma variação para mais cedo.

Nessa fase, há um desdobramento dos órgãos secundários do sexo, dando surgimento aos fatores propiciatórios da reprodução, como sejam o espermatozóide no fluido seminal e o catamênio. Os rapazes experimentam alterações na voz, enquanto as moças apresentam desenvolvimento dos ossos da bacia, dos seios, o que ocorre com certa rapidez,

Normalmente acompanhados pelo surgimento da afetividade, do interesse sexual e dos conflitos na área do comportamento, como insegurança, ansiedade, timidez, instabilidade, angústia, facultando o espaço para desenvolvimento e definição da personalidade, aparecimento das tendências e das vocações.

Leia mais...

Incontestavelmente, o lar é o melhor educandário, o mais eficiente, porque as lições  aí  ministradas  são  vivas  e  impressionáveis,  carregadas  de  emoção  e  força.

Família, por isso mesmo, é o conjunto de seres que se unem pela consanguinidade para  um  empreendimento  superior,  no  qual  são  investidos  valores  inestimáveis  que  se  conjugam em prol dos resultados felizes que devem ser conseguidos ao largo dos anos,  graças ao relacionamento entre pais e filhos, irmãos e parentes.

Leia mais...

As crianças desde o berço podem e devem estar presentes no momento do Evangelho no Lar. Sua participação vai variar conforme a idade: desde bem pequenas podem ser incentivadas a participar, fazendo a prece, os comentários e as vibrações, e quando souberem ler, poderão realizar a leitura.

Quando houver crianças participando, a leitura e os comentários devem ser realizados com linguagem que permita o entendimento por parte delas. Podem ser utilizados livros com histórias de conteúdo moral, evangélico ou espírita. É interessante que os pais conheçam previamente os livros e as histórias que serão lidas naquele dia, facilitando, assim, os comentários após a leitura.

É de grande importância que os adultos incentivem a participação das crianças e expliquem a elas o que acontece naquele momento de estudo e reunião em família.

Um roteiro de como explicar para as crianças o que é e quais as etapas do Evangelho no Lar.

O Evangelho é um livro onde podemos aprender sobre Jesus, as histórias que ele contava e as lições de paz e de amor que ele ensinou durante sua vida.

Para estudarmos o Evangelho de Jesus reunimos a família e fazemos o "Evangelho no Lar".

Devemos marcar um horário na semana, e convidar a família a estudar e trocar idéias. Tem a duração de aproximadamente 20 a 30 minutos.

Iniciamos o Evangelho no Lar com a prece do Pai Nosso ou outra prece simples e espontânea,  depois lemos um trecho escolhido ou aberto ao acaso do livro "O Evangelho Segundo o Espiritismo" ou de outro livro que contenha os ensinamentos do Mestre Jesus.

Após a leitura, conversamos e cada pessoa diz o que entendeu, ou qual a mensagem do texto, sempre evitando discórdia ou "cobranças" de atitudes dos familiares.

Leia mais...

Evangelização infantil Mas, o que é bullying?

Bullying é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender.

Também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.

O preconceito, a intolerância, a agressão física e psicológica sobre alguém é prova que ainda não aprendemos a amar o próximo.

Amar significa respeitar, aceitar, cuidar, ajudar, amparar aqueles que convivem conosco no mundo.

Os pais devem ter cuidado com os comentários preconceituosos que fazem perto dos filhos.

A educação moral religiosa deles deve começar no lar principalmente através do exemplo dos pais e daqueles que convivem com eles.
Quando nossos filhos vão pela primeira vez na escola devemos conversar com eles explicando que encontrarão coleguinhas de cor de pele, de cabelo, de olhos diferentes, que podem ter defeitos físicos e mentais, enfim, e explicar que são todos filhos de Deus assim como eles são. E que Deus nos faz todos diferentes, mas que devemos tratar todos iguais, sem risos, piadas, humilhações e violência.

Leia mais...

Agenda Jesus no dia a dia 2019 - Promoção de Lançamento

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...