Transição planetaria

Para o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, a palavra passe apresenta vários significados, entre outros, é o “ato de passar as mãos repetidas vezes por diante ou por cima de pessoa que se pretende magnetizar ou curar pela força mediúnica.”[1]

O Dicionário de Parapsicologia, Metapsíquica e Espiritismo conceitua passes como sendo movimentos com as mãos, feitos pelos médiuns passistas, nos indivíduos com desequilíbrios psicossomáticos ou apenas desejosos de uma ação fluídica benéfica. (…) Os passes espíritas são uma imitação dos passes hipnomagnéticos, com a única diferença de contarem com a assistência, invocada e sabida, dos protetores espirituais.” [2]

O Espiritismo oferece uma visão mais abrangente do assunto que, resumidamente, podemos assinalar assim:

Leia mais...

De tempos em tempos, surgem epidemias, como AIDS, dengue, febre aftosa, gripe aviária, maculosa e flagelos, e muitos se perguntam se são castigos de Deus à rebeldia dos homens. Tudo na Terra e no Universo está sujeito às leis divinas, eternas e perfeitas.

Isso não significa que Ele, Amor e Perfeição Absoluta, este enviando castigos ou fatos dolorosos para despertar os homens para o bem, ou para que eles se esforcem no bem. Não. Deus criou leis perfeitas, que funcionam de forma natural, de acordo com as ações espirituais e materiais dos seus filhos.

Como vivemos, pela nossa condição de inferioridade moral, em um mundo de expiações e de provas, o mal é fruto da imprevidência, da indiferença, da ignorância, do orgulho, do egoísmo dos seus habitantes.

A Lei Maior, a eterna, é a do bem, da harmonização, do amor. Enquanto o homem der vazão aos seus sentimentos negativos, não raciocinando sob o ponto de vista da eternidade da Vida Imortal, sentindo somente a existência presente, do nascimento à morte, o que pode levar a pensar somente em si mesmo, estará infringindo a lei divina de causa e efeito, que lhe devolve, exatamente, as conseqüências dos seus atos, ou seja, ações boas trazem efeitos bons, ações más trazem efeitos maus. Assim funciona essa lei, explicitada por Jesus, quando disse: “A cada um segundo as suas obras”.

Leia mais...


(Sociedade Espírita de Paris, 7 de outubro de 1864 – Médium: Sr. Delanne)-Artigo da Revista Espírita de maio de 1865.

Nesta noite vos falarei das imigrações de Espíritos adiantados que vêm encarnar-se em vossa Terra.

Esses novos mensageiros já tomaram o cajado do peregrino; já se espalham aos
milhares em vosso globo; por toda parte estão dispostos em grupos e em séries, pelos Espíritos que dirigem o movimento de transformação.

A Terra já se agita ao sentir em seu seio aqueles que outrora ela viu passar através de sua Humanidade nascente.

Leia mais...


O homem desejou recursos para mais facilmente abrir estradas e a Divina Providência lhe suscitou a ideia de reunir areia e nitroglicerina, em cuja conjugação despontou a dinamite.

A comunidade beneficiou-se da descoberta, no entanto, certa facção organizou com ela a bomba destruidora de existências humanas.

O homem pediu veículos que lhe fizessem vencer o espaço, ganhando tempo, e o amparo Divino ofereceu-lhe os pensamentos necessários à construção das modernas máquinas de condução e transporte.

Essas bênçãos carrearam progresso e renovação para todos os setores das aquisições planetárias, entretanto, apareceram aqueles que desrespeitam as leis do trânsito, criando processos dolorosos de sofrimento e agravando débitos e resgates, nos princípios de causa e efeito.

O homem solicitou apoio contra a solidão psicológica e a Eterna Bondade, através da ciência, lhe concedeu o telégrafo, o rádio e o televisor, aproximando as coletividades e integrando no mesmo clima de aperfeiçoamento e cultura.

Leia mais...

Parte 1

Leia mais...

Entre as calamidades que, periodicamente, assolam a Terra, destaca-se a fome como remanescente do primarismo evolutivo na área social em que se encontra a criatura humana.

Em uma sociedade civilizada, na qual alguém morre pela fome, o respeito à vida e à dignidade humana desapareceram por completo.
A fome sempre desempenhou papel preponderante na cultura dos povos, tornando-se célebres por sua hediondez os períodos em que se manifestou no Egito e na Idade Média, várias vezes durante as guerras, particularmente a dos Cem Anos, e que se vem repetindo nos países pobres da África, da Ásia e das Américas, nos tempos modernos.

Numa sociedade justa não poderia manifestar-se com a rudeza destruidora o espectro da fome, porque o mínimo direito que tem o cidadão é o de alimentar-se.

Leia mais...

Ao se desmatar as florestas, modificar cursos de rios, aterrar áreas alagadas e desestabilizar o clima, estamos destroçando as bases de uma rede de segurança natural extremamente sensível. Precisamos ficar atentos aos alertas dos peritos, pois já está demasiado claro que é apenas uma questão de tempo para as consequências funestas das previsões começarem a afetar, brutalmente, as nossas vidas e, principalmente, as vidas de nossos filhos e netos.A Terra assemelha-se a um organismo vivo, com mecanismos para autorregular suas funções.

Nesses últimos anos, os Estados Unidos passaram pela pior seca em mais de um século. Grandes extensões de terra da Rússia também não tiveram chuva suficiente. Até mesmo as temporadas de monções na Índia têm sido profundamente afetadas. Na América do Sul, o índice pluviométrico tem permanecido abaixo da média histórica.

Por que tanta ingratidão para com a Natureza, que trabalha sem cessar em nosso favor, oferecendo-nos recursos ilimitados? Lembremos que ela sofre e “reage” à agressão. No Sul do Brasil têm surgido com mais frequência inundações e ciclones quase sempre com cortejos de tragédias. Nos Estados Unidos os “tornados” vão estremecendo as estruturas da sociedade americana.

Leia mais...

São chegados os tempos? Para os que em nada crêem, essas palavras não têm qualquer legitimidade e não lhes toca a consciência. Para a maioria dos crentes, elas apresentam qualquer coisa de místico e de sobrenatural, prenunciadoras da subversão das leis da Natureza. Para Kardec, as duas posições são errôneas: "a primeira, porque envolve uma negação da Providência; a segunda, porque tais palavras não anunciam a perturbação das leis da Natureza, mas o cumprimento dessas leis."(1)

Inteligentemente consignado no Jornal O Imortal por Astolfo Olegário "O futuro a Deus pertence e nem mesmo Jesus se atreveu a precisá-lo. (...) "O advento do mundo de regeneração não se dá nem se completa em pouco tempo. Que a transição de planeta de provas e expiações para regeneração já começou, não padece dúvida. Na Revista Espírita há inúmeras informações que o atestam. O equívoco é datar, é precisar, é fixar uma época em que tal processo estará concluído." (2)

Leia mais...

Uma em cada oito pessoas no planeta continua sem alimentos suficientes para comer.

Embora grande parte da população mundial passe fome, o problema nem é a falta de comida. “Um terço da produção de alimentos no planeta é desperdiçado entre a colheita e a mesa do consumidor. No Brasil, quarto maior produtor mundial de alimentos, 50% do estoque se perde na cadeia de distribuição.”

Dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), comprovam que  um terço da produção total, em nível mundial, é dilapidado por negligência de manuseio. Pelo menos 10% se perdem nas plantações. Do restante, 50% são perdidos na distribuição, no transporte e no abastecimento. E do que sobra, 40% se perdem na cadeia do consumo, como nas feiras livres, no setor hoteleiro, nos restaurantes e fornecedores de comida a eventos.

Leia mais...

Encontramos no livro “O Consolador”, pelo Espírito Emmanuel, psicografado por Francisco Cândido Xavier, as questões de número 27, 28 e 121, em que se lê:

“Como devemos compreender a Natureza?” e a resposta de Emmanuel foi a seguinte: “A Natureza é sempre o livro divino, onde a mão de Deus escreveu a história de sua sabedoria, livro da vida que constitui a escola de progresso espiritual do homem evoluindo constantemente com o esforço e a dedicação de seus discípulos”.

Leia mais...

“Tempos difíceis virão, quando teremos de escolher entre o que é fácil e o que é certo”

Vivemos tempos difíceis, onde já estamos sendo chamados a dar nosso testemunho para o despertamento  das mudanças que já começaram a  acontecer em nosso planeta.

Não há mais como negar que a Terra passa por um momento de transição, no qual vivemos situações dolorosas, desastres coletivos,  contínua onda de violência, desastres ambientais, alterações climáticas, corrupção, que chamam a atenção de todos para momentos de aflição e sofrimentos.

Leia mais...

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...