Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 62

 



Por: Jânio Alves Cordeiro

É comum algumas pessoas acharem que tudo que acontece de errado em suas vidas é conseqüência de uma força sobrenatural que atrapalha a sua prosperidade.

Se não conseguem a promoção cobiçada no emprego foi enganado por seu superior, nunca por falta de experiência ou até competência. Se o carro quebrou, foi inveja do vizinho, e não por falta de manutenção. Se não acertou na loteria para comprar a sua casa é porque foi falta de sorte ou olho grande dos inimigos, e nunca por ser apenas um jogo.

 

Mas, a maior incompreensão, é acharem que quando adoecem, é porque estão com um obsessor ou “encosto”. Colocam culpa no demônio, solicitam uma consulta em um Centro Espírita, pedem um padre exorcista para Igreja Católica ou ao um Pastor Evangélico para expulsar o inimigo. Ou seja, recorrem a todos os seguimentos religiosos, para resolverem um problema que alegam não serem deles. Porém, o que eles não conseguem perceber, é que na maioria das vezes a culpa de certas enfermidades físicas ou psíquicas, é produto da sua própria mente.

Mente esta 
que guarda todas as culpas pretéritas ou presentes, que causa o desequilíbrio devido às perturbações do consciente. Desequilíbrio tanto espiritual, devido à estagnação evolutiva, evitando o esclarecimento, como o físico, porque a mente perturbada, saturada de remorsos por conduta incorreta, emana energias deletérias distribuídas pelo organismo e principalmente impregnadas no cérebro.

O desequilíbrio da mente, faz com que o comportamento da pessoa se altere aos poucos e de forma contínua. Começa com pequenos conflitos emocionais e alterações fisiológicas imperceptíveis, e à medida que se prolonga, pode alcançar a loucura e debilidade orgânica lastimável.

A mente humana pode ser comparada a uma usina de forças, e estando desequilibrada, emite energias destrutivas que podem atingir primeiramente o próprio organismo do emissor, e posteriormente a outros organismos em seu campo de ação. Essa energia deletéria pode causar danos irreversíveis ao organismo físico, levando o homem ao desencarne.

Portanto, antes de colocar a culpa em terceiros, principalmente nos desencarnados e prejudicar a sua saúde física e mental, observe a sua conduta moral e procure a resposta dentro de si.

Observe se você está de acordo com a Lei de Amor, Justiça e de Responsabilidade que o Pai estabeleceu para todos os seus filhos, para que a sua própria consciência não seja o seu juiz.

Concilia-te com teu inimigo enquanto estás a caminho, disse o Mestre. Esse inimigo pode ser a sua própria consciência a te cobrar uma conduta correta e a sua reforma íntima. Aproveite a oportunidade da reencarnação e comece o mais rápido possível a progredir, estudando e evoluindo espiritualmente.

Então, podemos concluir que nem tudo é obsessão, mas tudo é espiritual, porque todos nós somos Espíritos, com a oportunidade Divina de estarmos encarnados neste Planeta.

FONTE: https://espirito.org.br/artigos/nem-tudo-e-obsessao-3/

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...