Por: Luiz Antonio Da Cruz Argollo - Imagem: Pixabay

Em todos os cantos deste Universo que fazemos parte e está em constante expansão, bilhões de seres se sentem desamparados.

Alguns atônitos, em verdadeiro desespero, porque nunca estiveram preparados para viver as experiências que estão passando e, porque é chegada a hora de sermos colocados à prova, visando nosso crescimento e adiantamento moral.

Ainda que muitos duvidem, todo esse processo faz parte integrante de nossa eterna Evolução.

Caminhando em sentido contrário ao momento, temos que exercitar, constantemente, a Fé que falamos aos ventos estar dentro de nós.

A situação exige que tenhamos coragem e competência e, dentro do que nos for solicitado, que façamos humildemente a nossa parte, sem reclamar ou blasfemar, abrindo mão dos privilégios, que talvez tivéssemos direitos, em favor do bem estar comum.

O momento é propício para utilizarmos os aprendizados que fizeram parte de nossas vidas, com sabedoria e, principalmente, socializando os comportamentos mais adequados, que sirvamos de exemplo para os nossos iguais.

Vamos apreender com a coragem daqueles que estão na linha de frente, pesquisadores, médicos, paramédicos, auxiliares de todos os níveis, que combatem diretamente as principais causas, porque estão permanentemente submetidos aos riscos decorrentes de suas escolhas particulares, lembrem-se, que eles também tem família, amam e são amados como qualquer um de nós. Mais ainda, abriram mão de muitas coisas para ajudar tantos que sequer conhecem e confiam em suas ações e no resultado do trabalho que realizam.

Muitos de nós, confortavelmente instalados dentro de nossos lares, só temos a possibilidade de enviar vibrações positivas – de todas as formas – para que realizem com sucesso as ações que estiverem ao alcance deles.

Cabe a todos nós, pedir ao Deus que acreditamos que possa protegê-los, inspirá-los, sempre, fortalecendo suas defesas para que não desistam do compromisso que assumiram.

Sabemos que muitos destes nossos irmãos pereceram, outros poderão ser atingidos, também.

Que possamos nos unir em preces, não importando a crença, filosofia ou religião, para que todos consigam debelar o mal que nos atinge indiscriminadamente. Que as nossas orações sejam verdadeiros focos de Luz, iluminando seus diagnósticos e ações. Que, acima de tudo, possamos agradecer suas atuações pelo desprendimento e Amor a todos Nós! Que Deus os Amparem...


A vida de Chico Xavier

Informativo do Clube do Livro

Digite seu nome

Digite seu email

Invalid Input

Captcha
Invalid Input