Reclama você a cada dia em razão dos incontáveis limites que encontra na Terra, diante dos anseios de amplitude e de liberdade que alimenta.

Você costuma lamentar-se pelas condições do planeta, marcado por instintos violentos e por intempéries destruidoras que por aqui predominam, quando você aspira por regiões onde a fraternidade reine e a harmonia das forças telúricas forjem dosséis de profunda tranquilidade para todos.

Você sofre, muitas vezes, em virtude de não poder garantir a saúde do corpo ou a longevidade que gostaria, a fim de dar-se a variados trabalhos e outras atividades com formidável resistência, podendo planificar os tempos venturosos junto àqueles a quem você ama.
No entanto, observe com cuidado, perceberá que o nosso mundo terreno não tem por sina apenas os tormentos da alma humana, nem só os flagelos destruidores, tampouco o bafio de pestes e epidemias infelicitadoras. Ele é importante local de trabalho e aprendizagem para todos nós.

A Terra é um imenso campo experimental, onde cada espírito aqui instalado tem por dever o aprimoramento de si mesmo; o compromisso com o socorro aos semelhantes em situação de penúria, em qualquer nível.

O nosso mundo, embora as condições limitadoras que o caracterizam, é um corpo abençoado a singrar os espaços siderais, onde explodem coloridos arrebóis, luminosos amanheceres, além de auroras boreais de rara beleza, atestando os cuidados do Criador para com a Sua criatura, aqui matriculada. Procure atentar mais para o brilho azulado do nosso mundo terreno; dedique-se a prestar atenção às explosões de flores nos jardins, prados e bosques, como tapetes vivos e guirlandas de cambiantes cores para embelezar os ambientes planetários especiais.

É importante que você se integre às belezas do seu mundo. Ao fazê-lo, você se certificará de que todas as dificuldades enfrentadas num planeta como o nosso estão de acordo com as necessidades que carregamos n'alma, fixando a certeza de que valerão bem pouco a sua costumeira lamentação ou suas reclamações sem propósito, emitidas mais por espírito de impaciência ou insubordinação às leis dos Céus do que por outro motivo qualquer.

É no planeta terrestre que você recolhe a garoa e as fortes chuvas, o piscar do pirilampo e o brilho solar, o filete na montanha e o mar exuberante.

É aqui que você encontra tanto falenas plenas de cores como cotovias cantantes, sequoias vigorosas e gigantescas como a erva rasteira que atapeta a caminhada humana. Tudo isto fala do amor de Deus em todos os setores da vida no mundo.

Nosso mundo é sublimada escola, onde temos de nos aperfeiçoar, onde devemos assimilar as mais importantes lições que nos farão alcançar o esperado progresso. Assim, não o condene. Não desconsidere as possibilidades tão cantantes e belas que o planeta lhe concede, a fim de que você se renove, se alteie, se ilumine, deixando de valorizar tanto o espectro das dificuldades diversas.

Valorize o seu mundo. Cuide de tudo o que se acha sobre a sua capa: os animais, os vegetais, sem esquecer dos seus irmãos em humanidade. Abençoe os mananciais, purifique o ar e bendiga o esforço de quantos o foram aperfeiçoando para que você o encontrasse como o encontrou agora.

A nossa Terra, enquanto trafega em amplos céus, conduzindo-nos em seu dorso, tem por fim direcionar-nos para os íntimos recônditos do mundo interior, que tem por objeto levar-nos ao contato com o Criador.
Desse modo, faça o melhor dos seus esforços para que o seu aprendizado, obtido aqui, configure a sua mais fecunda relação com o Pai, que em você se aloja, que por você e por todos nós atiça as vagas imensas contra os penhascos e incendeia leitos de estrelas, cujo brilho se projeta sobre nós.

Ame e respeite o seu planeta. A nossa Terra é o campo excelente para que nos felicitemos trabalhando, incansáveis, no seio de Deus.

Joanes
Transcrito do livro "Para Uso Diário", psicografado pelo médium José Raul Teixeira (RJ), editado pela Editora Fráter.


A vida de Chico Xavier